Considerado mais jovem cuteleiro do Brasil pela revista Magnun edição de set/out 1999, Emerson Lopes Pinheiro iniciou sua carreira trabalhando com aço de molas de carroça com apenas 15 anos.

A partir de 1997, Emerson aprimorou suas técnicas de desbaste, polimento e confecção, totalmente artesanal, de espadas, facas, canivetes, empunhaduras e bainhas, dos mais variados estilos.

Há 5 anos, o jovem artesão montou sua própria cutelaria, criando um estilo peculiar, confeccionando peças únicas e sofisticadas sob encomenda. Utiliza materiais variados, como aços de excelente qualidade, madeiras nobres, chifres de cervo, proporcionando altíssima qualidade de suas criações.


Em novembro de 2000, Emerson, em parceria com outros cuteleiros renomados, participou da produção de 100 facas especiais para o grupo de resgate PARASAR (Pára-quedistas Service Air Rescue), da Força Aérea Brasileira, com base no RJ.

Nesta foto, Emerson está com o cap. Fumiaki (grupo PARASAR), durante a solenidade de entrega das facas.

Já nesta foto, o artesão executa um golpe com sua primeira Katana. Após o descanso da espada o bambu ainda não havia caído.