Considerações de Wagner Hüber sobre o uso das Chairas na afiação de facas

 

 

Gostaria de parabenizar a todos pela excelente descrição do método de afiação de facas existente no vosso site. Trata-se de um material muito bem elaborado e com a descrição correta para a afiação das facas, assentamento de fio e teste de corte. Com a intenção de auxiliar e poder enriquecer com mais alguma informação gostaria de comentar sobre o método utilizado para o assentamento do fio com o uso da chaira.

No que diz respeito a chaira que deve ser utilizada, temos alguns detalhes a acrescentar:

A chaira sempre deve possuir uma dureza superior a da faca, caso contrário o fio será danificado, pois a faca estará "cortando" o aço da chaira. Esta colocação apesar de parecer lógica, é importantíssima, pois existe atualmente no mercado brasileiro, chairas que não possuem tratamentos térmicos adequados ( em alguns casos nem possuem tratamento térmico e sim apenas uma camada de cromo duro na superfície que sai ao longo do tempo ), devido a busca de redução de custos ou falta de tecnologia para tal processo.

No que diz respeito a segurança durante o processo de assentamento do fio, aconselhamos o uso de um protetor de chaira, fabricado em polipropileno, extremamente barato, protege a mão do usuário contra a possibilidade de cortar a mão que segura a chaira com o fio da faca. Devido a esta preocupação com a segurança, que, principalmente nos frigoríficos, iniciou-se o chairamento para a frente, ou seja, na direção do cabo para a ponta da faca.

Se observada a fabricação da chaira, observará que em sua ponta existe uma conecidade, que serve para dar início ao chairamento, evitando desta forma a "batida inicial" do fio contra a lamina da chaira (que por ser mais dura pode danificar o fio conforme a força empregada).Novamente devido a custos este detalhe da chaira está sendo eliminado por alguns fabricantes e deve ser a tendência futura, devido a alteração cultural das pessoas no que diz respeito a forma de assentar o fio.

Para finalizar a chaira adequada para o assentamento do fio é a chaira lisa, que não remove de forma alguma material da faca. Esta colocação é feita, devido ao fato de não existir disponível no mercado grande volume deste tipo de chaira. Também observamos que ocorre o lixamento da chaira, ou seja, compra-se a chaira com ranhuras e depois lixa-se a chaira até deixar lisa, removendo a camada de dureza, o cromo duro e a imantação, o que pode deixar com uma dureza inferior a da faca e ocorrer caso acima descrito no 1º item.

Estamos em constante estudo sobre os produtos e métodos que estão sendo utilizados no Brasil e no exterior para mantermos a qualidade de nossos produtos, caso deseje obter mais informações, vocês encontrarão em nosso manual técnico destinado a frigoríficos, lançado rescentimente ou entre em contato conosco, será um prazer poder auxiliar.

Atenciosamente.
Wagner Hüber
Engenharia de Produto/Processo
Unidade de Produtos de Consumo
Rua Paul Zivi,501.
Distrito Industrial de Gravataí - RS
Fone: (51)3358-5353
e-mail: wagner@gem.ind.br

 

 

Volta para Cutelaria Virtual